Questionário de Resiliência

A resiliência é a capacidade do individuo de se adaptar positivamente a pressão, adversidades, desafios e
mudança a fim de atingir e manter o pico da eficácia pessoal.

Porque a resiliência é importante?

As pesquisas revelam que altos níveis de resiliência podem produzir resultados profissionais valiosos para os indivíduos, ajudando as pessoas a se recuperarem rapidamente de problemas, reduzir o estresse, melhorar o desempenho profissional, desenvolver atitudes positivas e manter altos níveis de bem-estar e felicidade no trabalho.

A resiliência também tem implicações comerciais para empresas, especialmente durante períodos de mudança. Até certo ponto, o lado negativo da mudança é inevitável, mesmo em organizações de grande sucesso. Sempre que a humanidade foi forçada a adaptações quanto a mudanças de condições, a dor esteve presente. Portanto, ter colaboradores que são resistentes em tempos difíceis, e que podem se adaptar rapidamente a novas circunstâncias, pode beneficiar não só os indivíduos, mas também a organização como um todo.

O questionário de resiliência

O Questionário de Resiliência se concentra nos aspectos de padrões de pensamento do individuo, preferências e comportamentos que afetam sua capacidade de responder de forma positiva às adversidades e desafios. A ferramenta tem um foco de desenvolvimento, fornecendo informações sobre como cada componente de "perfil de resiliência" de um indivíduo pode ser desenvolvido, ao invés de avaliar se um indivíduo é resiliente ou não.

O questionário on-line abrange oito componentes da resiliência, que foram identificados através de uma extensa pesquisa:

AUTOCONFIANÇA

OTIMISMO

BUSCA DE APOIO

DIREÇÃO COM
PROPÓSITO

ADAPTABILIDADE

INVENTIVIDADE

ORIENTAÇÃO
PARA O DESAFIO

casino on line

CONTROLE EMOCIONAL

O Questionário de Resiliência fornece aos participantes um resumo dos resultados para os oito componentes da resiliência, juntamente com opções para o desenvolvimento de cada um. As respostas dos indivíduos ao questionário são comparadas com as de um grupo padrão, permitindo que os entrevistados entendam os seus níveis de resiliência comparados com os de outras pessoas que tenham concluído o teste anteriormente.