Coaching em RH: entenda a importância desse acompanhamento

3 meses atrás - por: Franciele Alves

Compartilhe:

Pare e reflita um pouco sobre o desenvolvimento profissional de seus colaboradores e o reflexo no desempenho de sua empresa. Com base no que analisou, pergunte-se: de que forma isso pode afetar o desenvolvimento do negócio em longo prazo? Caso perceba que não possui essa resposta, não se preocupe. O coaching pode ser uma opção!

Quer se aprofundar nessa metodologia? Então, você está lendo o artigo certo! Aqui, mostraremos como o coaching pode transformar a sua gestão de pessoas e os resultados de sua empresa. Acompanhe!

Qual é a importância do coaching dentro do RH?

Quando bem aplicado dentro das empresas, o coaching tem impactos efetivos para a área de RH, refletindo no desenvolvimento profissional, na qualidade das entregas e melhor comunicação do RH com as demais áreas da empresa. Dentre esses benefícios, podemos ressaltar:

Comunicação

Os profissionais treinados para aplicar a metodologia coaching evoluem a sua capacidade de escuta e, com isso, são mais perceptivos e empáticos, o que os torna capazes de causar maiores reflexões em seu público interno, aproximando-os de sua gestão e da empresa.

Outro resultado positivo é o fortalecimento da política interna de feedback, pois, a partir dessa aproximação, o público interno se sente confortável em reportar suas percepções internas, disseminando a comunicação aberta e assertiva dentro da empresa.

Desenvolvimento de competências

Todos os profissionais têm competências que podem ser aproveitadas pela empresa. Porém, em alguns casos, elas precisam ser identificadas, desenvolvidas, despertadas e direcionadas para a função certa. Fazer isso nem sempre é fácil, concorda? Mas o coaching é fundamental para atingir esse objetivo.

Por meio de ferramentas validadas cientificamente, como o PDA, é possível fazer o mapeamento de competências importantes no perfil profissional do colaborador que se deseja iniciar no programa de desenvolvimento.

A partir dele, pode-se definir a competência ou competências que serão desenvolvidas, fortalecidas, despertadas e direcionadas. Tudo isso é possível por meio de um processo de coaching bem conduzido e um mapeamento comportamental bem realizado.

Retenção de talentos

Coloque-se no lugar dos seus funcionários. Você permaneceria em uma empresa que não contribui para o seu desenvolvimento profissional? Dificilmente, não é? Devido à falta de investimento em um programa voltado ao desenvolvimento do time interno, muitas empresas amargam um alto índice de turnover, entre outros prejuízos, como:

  • a rotatividade dos profissionais;
  • a queda da reputação da empresa perante o mundo corporativo;
  • a perda de tempo produtivo com o treinamento de novos funcionários em uma mesma função;
  • a diminuição da qualidade na entrega de resultados.

O coaching é um processo muito apreciado pelos profissionais, já que é personalizado e envolve autoconhecimento e a potencialização dos talentos de cada um, melhorando seus resultados, aprimorando metas, planejamento, organização e, claro, a descoberta de suas fortalezas.

Dessa forma, as chances de evasão dos colaboradores tornam-se menores, e a entrega de resultados, muito melhor.

Qual o papel do coach no RH?

Um dos objetivos claros de um coach dentro do RH é aproximar a área e seus colaboradores, gestores de seus funcionários, as áreas entre si e a organização como um todo. E isso acontece, pois os colaboradores percebem que a empresa se importa e se evolve com o avanço de suas carreiras, uma vez que proporciona esse desenvolvimento, pensando no avanço da empresa, mas também de seus colaboradores, fortalecendo desta forma a relação empregado e empregador.

Em resposta a isso, os funcionários reagem positivamente. Por exemplo, aumentam a sua produtividade, sentem-se estimulados a pensar em modos mais eficientes de cumprir suas tarefas e ficam mais engajados e felizes.

Outra finalidade do coaching é o alinhamento das funções internas com os profissionais certos, fazem com que cada um cumpra com o que realmente faz dele um profissional completo e feliz.

Infelizmente, uma visão míope do RH pode fazer um profissional excepcional ser contratado para uma função que não explorará todo o seu potencial ou que não complemente ou some a seus objetivos de carreira. Novamente, podemos perceber a importância do mapeamento de perfil e do programa de desenvolvimento pelo coaching.

O contrário também pode acontecer, ou seja, um colaborador limitado ocupar um cargo muito além de sua capacidade profissional, como exemplo, uma função de liderança. Com isso, o funcionário fica desmotivado, e a empresa diminui a excelência dos seus serviços.

Para evitar essa situação, a metodologia coaching, além de ser utilizada para desenvolvimento, pode ser inserida no processo de recrutamento e seleção. Por meio de análise comportamental e perguntas assertivas, é identificado com maior facilidade o perfil comportamental do candidato, garantindo a precisão do processo.

Com base nessas informações, é analisada a sua compatibilidade com a cultura interna da empresa e com a função que pretende ocupar, além de apontar como esse profissional pode contribuir para o sucesso do negócio e também o que necessitará desenvolver.

Como deve ser o processo de coaching?

Estrutura do programa

Antes de iniciar um processo de coaching, é preciso definir bem a estratégia que a empresa desejará seguir. Por exemplo, esse programa será individual, incluirá todos os colaboradores ou apenas um grupo, como os líderes ou profissionais de um setor específico?

Ademais, é importante saber quem conduzirá o coaching se é algum funcionário interno ou uma empresa especializada. Por fim, qual é o objetivo do programa? Seria desenvolver a liderança, identificar e realocar talentos entre as equipes ou melhorar a produtividade dos colaboradores?

Seleção dos participantes

Mesmo que o processo de coaching seja estendido a todos os colaboradores, os participantes não devem ser incluídos de forma automática, pois isso prejudicaria a qualidade do desenvolvimento do processo.

Todos devem ser avaliados e consultados previamente pela alta gestão da empresa e recursos humanos, validando, assim, sua evolução dentro de um programa de coaching.

Dessa forma, somente os que realmente têm potencial, qualificação e, principalmente, interesse irão participar do processo de desenvolvimento através do coaching.

Ferramentas virtuais

Atualmente, um programa de coaching em RH pode contar com a tecnologia. Um exemplo disso é o recurso do My PDA Coach, dentro da plataforma PDA, que auxilia o processo.

Em resumo, o MPC funciona como um acelerador de mudanças, ou seja, permite que se escolha uma competência a ser desenvolvida e se montem ações a serem praticadas diariamente com o objetivo de que o profissional atinja mais rapidamente seus objetivos, tornando o processo de coaching mais ágil e eficaz.

Dessa forma, se a empresa identificar competências em um colaborador que são compatíveis com um determinado cargo, mas que precisam ser potencializadas, o My PDA Coach tem os recursos certos para isso.

Sendo assim, durante seis semanas, o profissional praticará e avaliará esses novos comportamentos. Durante esse período, ele receberá e-mails, dicas, recomendações, exercícios e artigos que o ajudarão a tirar o máximo de proveito do coaching.

Já os gestores recebem informações detalhadas sobre o desempenho de cada colaborador participante e mensuram a evolução comportamental a cada duas semanas. Ao final, é realizada uma avaliação 360 graus para confirmar se as pessoas que de fato convivem com esse profissional também perceberam mudanças no seu comportamento.

Sendo assim, implemente o processo de coaching no seu negócio. Dessa forma, todos serão beneficiados: a liderança, os colaboradores e a reputação da empresa. Com o tempo, o nível de serviços internos atingirá a excelência!

O que achou de nosso artigo? Conseguiu perceber a importância de um programa de coaching em RH? Quer implantar esse processo em sua empresa? Então, conte com a ajuda de profissionais dessa área. Entre em contato com conosco!

Por: Franciele Alves

Customer Success na Grou. Coach, Especialista em Gestão de Pessoas e Carreira. Apaixonada por livros e inovação, movida a desafios e novos projetos. Minha missão é propagar autonomia e responsabilidade pessoal.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.