Como a transformação digital impacta a área de RH

5 meses atrás - por: Fernanda Fuhrmeister

Compartilhe:

Nos últimos anos o mercado tem passado por grandes mudanças com o aprimoramento da inteligência artificial e o uso do Big Data nas decisões — que também impactam a gestão de pessoas, resultando na transformação digital do RH.

Já são diversos os estudos que apontam a transformação da gestão de pessoas. Segundo pesquisa da Deloitte, no Brasil, 82% das empresas classificam o RH digital como “importante” ou “muito importante”. Não é por menos que 56% das empresas estão reformulando seus processos de RH para aproveitar ferramentas digitais.

Sabemos da importância do assunto, então criamos um artigo para você. Aqui você vai entender o impacto da transformação digital do RH, quais são os principais recursos tecnológicos e como eles funcionam. Confira!

O impacto da transformação digital do RH

Do controle do ponto à seleção de talentos, todos os processos de gestão de pessoas têm sido impactados pela tecnologia. São diversas as ferramentas tecnológicas capazes de tornar o RH mais rápido, eficiente e estratégico.

Entenda, agora, os principais impactos:

Uso de dados para a tomada de decisões

Se em algum tempo o RH trabalhou apenas com base na observação e no palpite, hoje não é mais assim. Os avanços tecnológicos permitem que uma série de dados, internos e externos, sejam cruzados para otimizar a tomada de decisões.

Isso tem impacto não só no RH, mas em todo o empreendimento. A decisão acerca de quem fica e quem sai, quem é promovido e quem é mantido do mesmo cargo é incluída na performance e nos resultados do negócio no médio e no longo prazo.

Rapidez na realização das tarefas diárias

Por muito tempo o controle de ponto foi um “gargalo” no RH. O levantamento da assiduidade, das faltas e dos atrasos era muito demorado, demandando um grande empenho dos profissionais envolvidos na gestão de pessoas. Isso tem mudado.

Hoje, grande parte do controle do ponto é automatizado, feito por meio de softwares específicos, o que implica no aumento significativo da produtividade. A tendência é que essa automação se espalhe para outros processos do RH. Nos dias atuais, muita coisa pode ser feita por meio de modernas tecnologias.

Integração entre o mundo real e o virtual

Não é de hoje que o RH usa elementos virtuais para desenvolver os talentos, mas a relação mundo real-virtual tem sido intensificada nos últimos anos. Muitas empresas realizam todo o processo de capacitação por meio de técnicas virtuais de gamificação, e-learning ou mobile learning, por exemplo. Com isso, a interação presencial no desenvolvimento dos times é cada vez menor.

É provável que o uso do mundo virtual ganhe novas aplicações. Algumas lojas de moda estudam o atendimento ao cliente em ambientes virtuais, onde eles podem experimentar roupas por meio da realidade aumentada. Isso, é claro, tem novos impactos no RH.

Construção de melhores relações de trabalho

Finalmente, é preciso destacar as mudanças na própria forma de se relacionar com os funcionários da empresa. Hoje, a relação empregador-empregados é muito mais flexível, saudável e lucrativa para ambas as partes.

O trabalho remoto é um ótimo exemplo, afinal, graças aos avanços da tecnologia, não existem muitas barreiras ao trabalho a distância. Isso contribui para a redução de uma série de custos da empresa e otimiza o bem-estar dos colaboradores.

As funções mais estratégicas do RH na atualidade

Para falar das atuais demandas estratégicas, é preciso lembrar da evolução do RH nos últimos anos. O RH 1.0, também chamado de Departamento Pessoal, era responsável pela simples solução de demandas burocráticas, como a rescisão contratual.

Em resposta às mudanças externas, surgiu o RH 2.0. Ele era responsável por demandas mais estratégicas, como a seleção de talentos ou o desenvolvimento de equipes de alta performance. Contudo, precisou de adequar às novas transformações.

Na atualidade há o RH 3.0, que une estratégia e tecnologia para atingir resultados fora da curva. Suas ações são baseadas em uma visão mais sistêmica do negócio, subsidiadas por tecnologias de ponta e focadas em resultados para toda a empresa.

O RH de hoje não tem apenas função de staff, isto é, de suporte a outros departamentos: é progressivamente essencial para a formulação de estratégias genéricas da empresa e para o alinhamento na busca por bons resultados exponenciais.

Os principais recursos tecnológicos inseridos no RH

Como observado até aqui, são cada vez mais os recursos tecnológicos destinados ao gerenciamento do capital humano. Existe tecnologia para quase tudo: do recrutamento e da análise comportamental à entrevista demissional.

Ferramenta de People Analytics

Nesse sentido, uma das principais tecnologias é o People Analytics (a aplicação do Big Data no RH), que permite que vários dados sejam coletados, agrupados e organizados para gerar informações relevantes e estratégicas para a gestão dos profissionais.

Os dados podem ser obtidos dos mais diversos meios, como do sistema de gestão, da internet ou de planilhas no Excel. O mais importante é que eles contem com veracidade, variedade e volume suficientes para dar ao gestor uma visão acertada.

Software de plano de carreira

Outro ótimo exemplo é o software de plano de carreira, que facilita o gerenciamento das expectativas dos profissionais (que querem crescer e ganhar melhores salários) e da empresa (que quer atingir seus objetivos), garantindo que ambos cresçam.

Esse software também potencializa o engajamento dos profissionais, garantindo a entrega de melhores resultados no dia a dia. Finalmente, impacta na atração e retenção de talentos, que enxergam na empresa um lugar para crescer.

Plataforma de análise de perfil comportamental

Ainda é importante falar da plataforma de análise de perfil comportamental. Ela cruza uma série de informações sobre os colaboradores, depois descreve seu perfil detalhadamente: estilo na tomada de decisões, na liderança de equipes, suas habilidades comerciais e características que precisam ser aprimoradas.

Existem diversos benefícios de entender o perfil dos profissionais, como a alocação para os cargos certos, a promoção de pessoas com perfil de liderança ou ainda o desligamento daqueles que não têm alinhamento com a cultura da empresa.

Como podemos observar até aqui, são diversos os impactos da transformação digital do RH. Eles garantem mais rapidez, integração e inteligência à gestão de pessoas. Para tanto, é preciso identificar e implementar as tecnologias certas, como o software de plano de carreira e de análise do perfil comportamental.

Gostou do nosso artigo e entendeu mais sobre a transformação digital do RH? Então assine a nossa newsletter e receba novidades sobre gestão de pessoas e tecnologias aplicadas ao RH diretamente na sua caixa de e-mails!

Por: Fernanda Fuhrmeister

Diretora de Customer Success na Grou, psicóloga e empresária. Sua missão é impactar positivamente pessoas e empresas através de tecnologias inovadoras para Gestão de Pessoas.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.