Como alcançar felicidade no trabalho sem comprometer os resultados?

2 anos atrás - por: Fernanda Fuhrmeister

Compartilhe:

Observa-se, atualmente, uma geração de profissionais que não ficam em seus empregos porque ganham bem ou trabalham em grandes empresas. Muito pelo contrário: o item mais desejado por eles é a satisfação.

Diante dessa nova realidade, muitas companhias estão se reinventando para proporcionar o máximo de bem-estar a seus colaboradores. Mas será que é possível promover a felicidade no trabalho sem comprometer os resultados do negócio?

A resposta é um estrondoso “sim”. Quer saber como? Acompanhe nosso post!

Afinal, como a felicidade no trabalho e os bons resultados podem andar juntos?

Quando falamos de um ambiente feliz, talvez venha em nossa mente um grupo de amigos rindo e conversando alto em meio a muita música e comida. De fato, esses lugares costumam abrigar pessoas descontraídas e alegres.

Por terem essa visão, muitos gestores acreditam que gerar uma atmosfera de felicidade no trabalho vai fazer com que os funcionários não levem a sério seus ofícios e percam a produtividade e o comprometimento com a empresa.

Precisamos, porém, analisar bem a situação apresentada: em um evento como o descrito acima, as pessoas ali presentes não estão necessariamente felizes, pois descontração e risos não indicam a felicidade interna.

Dessa forma, é possível estar muito feliz sem ficar rindo à toa e, ao mesmo tempo, ter bastante compromisso no ambiente de trabalho. Na verdade, é essa satisfação íntima que faz os colaboradores darem o melhor de si.

O nível de felicidade no trabalho é um indicador tão importante que, recentemente, a revista Exame publicou um ranking das 50 empresas com os funcionários mais satisfeitos do Brasil. Entre elas, nota-se um consenso: é preciso adotar medidas para aumentar a felicidade das equipes.

O artigo mostra, ainda, os resultados positivos que essas instituições estão tendo. A Takeda Brasil — gigante do setor farmacêutico que ficou com o 1º lugar da lista — obteve um aumento no engajamento, na paixão, na confiança e no respeito por parte dos colaboradores.

Os funcionários amam trabalhar na empresa e a recomendam para outros profissionais, melhorando o employer branding — marca empregadora — da instituição perante o mundo corporativo.

Diante desse caso de sucesso, talvez você esteja se perguntando quais ações são necessárias para aumentar o nível de felicidade do seu time. Para isso, separamos algumas práticas que estão dando certo em várias companhias pelo mundo. Vamos a elas!

O que fazer para aumentar o nível de felicidade da equipe?

Uma pesquisa intitulada “Understanding Brazil’s Workforce in a troubled time” (Entendendo a força de trabalho no Brasil em um momento conturbado), feita pelo Boston Consulting Group, revelou o que deixa os profissionais felizes no ambiente de trabalho.

Entre os 10 itens que consideram mais importantes, estão: reconhecimento profissional, aprendizado e desenvolvimento de carreira, bom relacionamento com superiores e colegas, valores da empresa e atividade profissional interessante.

Com base nesse estudo, vejamos como sua organização pode desenvolver essas ações consideradas tão fundamentais pelos trabalhadores modernos:

1. Reconhecimento profissional

Ser reconhecido pelo que faz é algo que proporciona grande felicidade aos colaboradores. Sendo assim, a empresa precisa demonstrar que os valoriza. Adote, por exemplo, uma política interna de recompensas e premiações, para mantê-los motivados no trabalho.

Algumas companhias premiam os funcionários que apresentam um bom desempenho em suas tarefas. Já outras preferem recompensá-los diariamente com alguns “mimos”, como: sessões de massagem, sala de jogos e até locais preparados para quem gosta de tirar uma “sonequinha” após o almoço.

Essas ações podem parecer muito básicas ou simples, mas, se notarmos bem, todas elas passam a seguinte mensagem para o colaborador: a empresa reconhece e valoriza o seu serviço.

2. Aprendizado e desenvolvimento de carreira

Outro fator que promove a felicidade no trabalho é um ambiente interno de aprendizagem, pois o funcionário percebe que está se desenvolvendo em sua carreira. Para isso, a instituição precisa ter um programa de treinamento e desenvolvimento da sua equipe de profissionais.

Com esse objetivo em mente, algumas empresas nomeiam os colaboradores mais experientes como “tutores” dos recém-contratados, responsáveis por ajudá-los a progredir em seus serviços. Além disso, para estimular a participação dos trabalhadores nos cursos de capacitação, costuma-se oferecer alguns incentivos, como dias de folga.

Por outro lado, é fundamental que a companhia tenha um plano de carreira. Dessa forma, o colaborador saberá até onde pode chegar se continuar a capacitar-se e realizar bons serviços.

3. Bom relacionamento interno

Um clima interno de confiança e parceria torna os colaboradores mais felizes. Por isso, é preciso estreitar o relacionamento entre líderes e funcionários. Uma comunicação aberta, estimulada pelo feedback, incentiva um ambiente assim.

Quando os gestores dialogam regularmente com os membros de sua equipe sobre o que precisam melhorar, elogiam os seus pontos positivos e dizem o que esperam deles, os funcionários sentem-se mais seguros e felizes.

Algumas organizações foram além e implantaram uma rede social corporativa, na qual tanto a alta administração como todo o quadro de trabalhadores pode conversar sobre os projetos da empresa, dar sugestões ou registrar reclamações.

4. Valores bem definidos

Atualmente, os profissionais preferem trabalhar em empresas que tenham identidade bem definida, pois isso determina os rumos de todos na instituição. Ao construir uma cultura interna com valores sólidos, é como se a organização fizesse um “sinal de fogo” que vai atrair as pessoas certas para a sua equipe.

Digamos que a principal característica da companhia seja a inovação. Logo, quem se identifica com esse atributo vai escolher trabalhar lá, e o resultado será um time bem mais feliz.

Uma vez dentro da instituição, esses trabalhadores querem ver a inovação fervilhar em seus serviços. Para isso, a empresa precisa incluir em seu cotidiano ações que fomentem e incentivem as ideias inovadoras.

5. Atividade profissional interessante

Realizar atividades desafiadoras e interessantes vai motivar bastante os colaboradores. Porém, muito do trabalho de um profissional envolve se empenhar nas mesmas funções dia após dia.

Como tornar o serviço interessante e deixá-los mais felizes, então? Algumas empresas adotaram a rotatividade de tarefas, ou seja, os funcionários de um setor trocam de lugar com seus colegas, durante um período, para que possam aprender algo novo.

Essa prática tem estimulado muito os profissionais, pois eles saem da rotina e são apresentados a novos desafios.

Portanto, a felicidade no trabalho não compromete, mas sim potencializa os resultados. As ações acima, com certeza vão alavancar o desempenho do negócio!

E você? Conhece alguma outra forma de promover a felicidade no trabalho? Compartilhe nos comentários!

Por: Fernanda Fuhrmeister

Diretora de Customer Success na Grou, psicóloga e empresária. Sua missão é impactar positivamente pessoas e empresas através de tecnologias inovadoras para Gestão de Pessoas.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.