Entenda o poder da cultura organizacional no processo seletivo

1 ano atrás - por: Carolina Fuhrmeister

Compartilhe:

A cultura organizacional é fundamental para o sucesso de um processo seletivo. Mas você sabe o que isso significa? Cultura organizacional é o conjunto de normas, valores, direcionamentos e regras determinadas pelas empresas para definir e consolidar quem ela é diante do mercado, dos clientes e de demais públicos de relacionamento.

Esse conceito também pode ser entendido como o conjunto de crenças que a movem e fazem com que a empresa se desenvolva, levando em consideração suas políticas internas e externas.

No recrutamento, a cultura organizacional influencia na definição do perfil de pessoas e equipes de alta performance e, em consequência, no estabelecimento, no crescimento e no sucesso das empresas.

Entenda por que a cultura organizacional impacta no processo seletivo

Escolhas equivocadas no processo de seleção costumam causar muitos prejuízos, como despesas desnecessárias com rescisão de contratos, novas contratações e treinamentos, além de impactos negativos na produtividade e no clima organizacional. 

Já quando o processo seletivo acontece acompanhando a cultura da empresa, as chances de o candidato com o perfil mais alinhado com a organização ter sucesso e permanecer desenvolvendo um bom trabalho no negócio é muito maior.

É a cultura organizacional que vai determinar a direção para uma empresa de sucesso. Quando bem fortalecida, divulgada e vivenciada pelas pessoas dentro de uma empresa, ela ajuda a estabelecer a maneira como as pessoas se enxergam naquele ambiente em que estão inseridas, e como elas veem o negócio para o qual estão trabalhando, favorecendo a motivação e o crescimento profissional, bem como o engajamento com os objetivos do negócio.

As empresas que acreditam e investem em uma gestão de pessoas e uma cultura organizacional de qualidade acabam conquistando uma fatia significativa de satisfação entre os clientes e, consequentemente, possuem maior lucro, além de serem almejadas pelos melhores profissionais.

É fundamental que as seleções de novos talentos sejam realizadas com base no que a empresa espera em termos de performance e conduta profissional, como valores dos candidatos alinhados com os objetivos da organização, de modo a garantir mais sucesso nas contratações. 

Dessa forma, na hora de selecionar, é preciso evitar escolhas fundamentadas apenas em um bom currículo e passar a considerar outros fatores, que podem vir a interferir diretamente na adaptação e no desempenho do profissional selecionado.

Essa avaliação precisa contemplar as questões que permeiam o comportamento do candidato, os princípios morais e as prioridades da pessoa, de forma a garantir o alinhamento do perfil do candidato com a organização.

Atenção ao modelo de gestão da empresa

O modelo de gestão da empresa também deve estar em sintonia com as expectativas dos candidatos, já que ele é responsável por grande parte dos conflitos e das frustrações, oriundos, geralmente, da falta de diálogo.

Para alinhar as expectativas, é importante o recrutador esclarecer como são as políticas de incentivo ao aprendizado na empresa (caso exista), inclusão, reconhecimento, valorização das pessoas e o perfil da liderança.

No entanto, para efetivar uma avaliação correta do perfil dos candidatos, é preciso que o recrutador determine critérios de seleção para eliminar a subjetividade do processo seletivo, garantindo resultados em que se possa confiar, seguindo padrões.

Vantagens de uma cultura organizacional

A partir de uma cultura organizacional consolidada, é possível estimular um ambiente de trabalho favorável para o crescimento e o fortalecimento efetivo das atividades diárias da empresa e, principalmente, buscar os objetivos e resultados esperados pelo negócio e pelas pessoas. Além disso, ela:

  • destaca a empresa diante de seus concorrentes;
  • atrai os melhores profissionais; 
  • estimula o fortalecimento de uma imagem positiva da empresa diante do seu mercado de atuação e entre o público interno e externo;
  • pode reduzir questões internas, dificuldades e conflitos entre as pessoas que fazem parte da empresa;
  • fomenta o sentimento de pertencimento entre os colaboradores;
  • propicia uma melhor gestão e o controle eficiente de processos e de pessoas.

Vivência da cultura organizacional

É muito importante que todos entendam os objetivos do negócio. Mais do que isso, as pessoas precisam saber quais caminhos precisam trilhar para alcançar os objetivos e os valores que vão ditar o ritmo dessa trajetória.

Para isso, cabe aos líderes e ao setor de Recursos Humanos integrarem antigos e novos funcionários, rotineiramente, à cultura organizacional, fazendo com que eles estejam engajados e motivados para o propósito da organização e, além disso, que identifiquem o papel que cada um desempenha para fazer a empresa prosperar.

Comunicação a favor da cultura organizacional

Para que se consolide uma cultura organizacional, é preciso investir na comunicação interna, de forma que ela seja clara, objetiva, direta e que chegue a todos os níveis hierárquicos.

O endomarketing trabalha de forma intensa nessa área, com informativos para inserir as pessoas no contexto e nas políticas da empresa. Com uma cultura organizacional eficiente e bem vivenciada pelas pessoas que fazem parte da empresa, fica mais fácil alcançar os resultados esperados e atrair os melhores talentos.

A produção das pessoas aumenta e a organização torna-se mais sinérgica, fazendo com que a empresa cresça pela ação de todos: novos e antigos talentos.

A definição do perfil do candidato alinhado à cultura da organização

Candidato capacitado e engajado é o que todo recrutador procura. No entanto, essa avaliação deve levar em conta diversos fatores, além do conhecimento técnico e de experiências anteriores.

É preciso definir o perfil do candidato ideal, que deve ser seguido como uma guia para facilitar a seleção dos talentos. Assim, a cultura organizacional deve ser traduzida em valores e competências.

Habilidades e características pessoais, como proatividade, maturidade, criatividade, inteligência emocional, capacidade de superar desafios, potencial de liderança, automotivação e orientação para resultados são sempre esperadas. Assim, é mais fácil observar o grau de identificação entre o candidato e o perfil esperado pela empresa para as posições em aberto.

Enfim, uma empresa com uma cultural organizacional bem definida e compartilhada com seu público de relacionamento, seja interno ou externo, otimiza o impacto positivo da gestão da empresa em relação ao comportamento das pessoas.

Além disso, ela transforma o ambiente da organização, traz mais objetividade, produtividade e até mesmo positividade, diminui a rotatividade de pessoas, atrai os melhores talentos e aumenta os resultados.

O que você achou deste post sobre o poder da cultura organizacional no processo seletivo? Deixe seu comentário e compartilhe suas experiências!

Por: Carolina Fuhrmeister

Diretora de Relacionamento na Grou, psicóloga de formação, empresária por vocação e apreço. Apaixonada por gente que faz!
Dinâmica e impaciente, mas com serenidade no coração. Equilibrista na gestão da vida: saúde mental e física, família (marido, filha, cachorro e gato) e propósito de carreira.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.