Desenvolvimento de competências: Um desafio para empresas e profissionais

4 meses atrás - por: Franciele Alves

Compartilhe:

O desenvolvimento de competências se baseia em fazer as pessoas adquirirem conhecimentos, habilidades e atitudes para o bom desempenho de suas funções e responsabilidades.

Você já ouviu falar que a prática nos a leva a perfeição?

Para o desenvolvimento de competências isso não é tão diferente.

Existem diversas formas de desenvolver competências e hoje queremos falar um pouco sobre o desenvolvimento de competências através da prática.

Um exemplo simples, muito utilizado em processos de coaching, é o da prática ocorrer através de ações e tarefas realizadas de forma recorrente. Dessa forma, é possível desenvolver competências ou cumprir objetivos que estejam alinhados com a meta traçada no inicio do processo de desenvolvimento individual.

Porque é importante desmembrar o objetivo/meta?

Desmembrar a meta macro (ou objetivo final) em pequenas metas e objetivos nos permite a aproximação com os resultados que esperamos de uma forma mais otimista. O que possibilita olharmos para os desafios de uma forma menos distante, sentirmos maior segurança e vontade de seguir em frente. E isso não é diferente quando falamos em desenvolvimento de competências.

Pensar em pequenas ações que nos aproximam do resultado almejado nada mais é que considerar que, após repetidas vezes realizando determinadas ações, estaremos desenvolvendo um novo comportamento. Sabemos que esse processo não ocorre rapidamente, principalmente se não houver um acompanhamento mais profundo. No entanto, é comprovado que a repetição de determinado comportamento de forma constante, muito em breve se tornará um hábito, que no futuro estará incorporado no comportamento do indivíduo.

Como desenvolver competências em minha empresa?

As empresas cada vez mais buscam reter e desenvolver seus talentos e, para isso, têm investido no Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) de seus funcionários.

O PDI é uma ferramenta que o RH e gestores utilizam para elevar o potencial de um funcionário.

O PDI normalmente é realizado após a avaliação de desempenho ou realocação em uma nova área, tendo como objetivo principal elevar a performance e/ou uma realocação bem sucedida, desenvolvendo competências, elevando desempenho e superando novos desafios.

Ele funciona como uma espécie de caminho a ser seguido, alinhando expectativas da empresa e do funcionário a fim de alcançar um objetivo comum e pode surgir a partir de uma necessidade da empresa em desenvolver o funcionário ou do funcionário em desenvolver sua carreira de uma outra forma dentro da organização.

No entanto, para que este caminho seja bem sucedido, é indispensável organização, planejamento e acompanhamento. Pois, como mencionamos anteriormente, desenvolver competências é um processo que requer empenho e dedicação.

O acompanhamento do PDI do funcionário deve ser realizado pelo gestor junto à área de Recursos Humanos, avaliando a sua evolução ao longo do caminho (processo sugerimos que a meta seja desmembrada, conforme explicação acima.

Com um plano de desenvolvimento individual bem estruturado e monitorado, a trilha de desenvolvimento será melhor aproveitada e certamente ao final da jornada os desafios iniciais serão superados.

Se você ainda não implantou o PDI em sua empresa, não deixe de considerar essa possibilidade 😉

Soluções rápidas e inteligentes

Pensando neste apoio ao desenvolvimento de competências, a PDA International desenvolveu junto à sua plataforma de gestão comportamental o MyPDACoach (MPC), um programa online de desenvolvimento de competências através de desafios diários que funciona como um acelerador de mudanças.

Como funciona o MPC?

Após a realização da análise de perfil comportamental ele identifica as competências relevantes para o desenvolvimento e pode ser traçado um plano para que estas mudanças sejam percebidas ao longo de 6 semanas. O processo pode ser acompanhado por um profissional da área de RH ou Coach e até mesmo pelo próprio indivíduo que almeja essa mudança, utilizando o acompanhamento virtual.

Para maior sucesso do programa, indicamos que seja realizado o acompanhamento por um Coach ou profissional de gestão de pessoas. Porém, se a iniciativa for genuína do indivíduo que busca o autodesenvolvimento, não há contraindicações para o uso desta plataforma. O MPC auxilia no gerenciamento das ações e o aproveitamento do profissional apresentando feedbacks periódicos e avaliações diárias.

Espero que este artigo tenha lhe ajudado a pensar um pouco mais sobre a importância de desenvolver competências!

Em breve trataremos mais sobre este assunto.

Até mais!

Por: Franciele Alves

Customer Success na Grou. Coach, Especialista em Gestão de Pessoas e Carreira. Apaixonada por livros e inovação, movida a desafios e novos projetos. Minha missão é propagar autonomia e responsabilidade pessoal.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.