Resiliência nas corporações: entenda mais sobre o assunto

9 meses atrás - por: Redator Grou

Compartilhe:

Você já ouviu falar em resiliência nas corporações e seus efeitos? Essa qualidade tem sido muito buscada pelos profissionais desse meio, com o objetivo de melhorar sua capacidade de liderança e otimizar seu trabalho, gerando maior produtividade. Mas, afinal, o que é resiliência e como ela se aplica no mundo corporativo?

Qual é o conceito de resiliência?

“Resiliência” é um termo que surgiu no mundo da física para definir aqueles materiais que não se alteravam, ou que não sofriam grandes danos, quando eram expostos a choques e pressões.

Já na engenharia, essa palavra era referente à flexibilidade de um objeto, ou seja, à sua capacidade de retornar à forma original após um impacto.

O conceito, no entanto, foi adaptado para se referir aos seres humanos e, nesse caso, passou a significar a capacidade de alguém lidar com problemas sem um sofrimento drástico permanente.

Uma pessoa pode ser resiliente em diferentes momentos, como para aguentar o estresse e a pressão do dia a dia ou para enfrentar situações de maior dificuldade que podem ocorrer ao longo da vida.

Além disso, o termo refere-se ainda à capacidade de se adaptar a diferentes condições, ou seja, a uma habilidade para ser flexível e se transformar, se encaixando em diversos contextos. Assim, a resiliência trata de um comportamento muito útil e pode ser um diferencial em várias circunstâncias da vida, inclusive no ramo profissional.

Por esse motivo, essa característica vem sendo cada vez mais valorizada dentro do mundo das empresas e dos Recursos Humanos.

De que forma a resiliência se relaciona às empresas e ao mundo corporativo?

Tendo em vista o conceito de resiliência explorado acima, é possível perceber o quanto essa característica é favorável dentro do ambiente empresarial. Como essa área sempre exige inovações e avanços, as empresas e os profissionais têm grande vantagem se tiverem habilidade de enfrentar dificuldades e de se adaptar com facilidade a mudanças.

Além disso, esse comportamento é extremamente importante e faz toda a diferença em alguns aspectos específicos desse universo. A seguir, destacamos alguns pontos e exemplos de quando a resiliência é fundamental dentro do mundo corporativo.

No trabalho em equipe

Nas empresas, trabalhar em equipe é algo essencial para um rendimento satisfatório e um bom funcionamento geral. No entanto, lidar com outras pessoas nem sempre é uma tarefa tão fácil.

Como cada indivíduo é único, é inevitável a ocorrência de discordâncias em determinados momentos, o que pode levar a grandes confusões se os envolvidos não souberem lidar de forma adequada com a situação.

Dentro do próprio setor de RH, por exemplo, a equipe muitas vezes encontra impasses ou presencia conflitos entre seus membros. É aí que a resiliência se torna essencial para os profissionais, pois é com ela que se torna possível acolher e se adaptar ao ponto de vista do outro.

Ao assumir um papel de liderança

A resiliência é uma qualidade fundamental para alguém que assume um papel de liderança dentro da empresa, como um diretor ou um gerente, por exemplo.

Para essa pessoa realizar um bom trabalho, é importante que ela esteja aberta para considerar as necessidades e especificidades de sua equipe e, ao mesmo tempo, mostre-se capaz de direcioná-la, reforçando a disciplina e a organização para manter um bom rendimento.

Para se adaptar ao mercado

O mundo dos negócios funciona de forma extremamente veloz e está sempre exigindo inovações. Para acompanhar esse ritmo, as corporações precisam ser capazes de se adaptarem e se transformarem constantemente, de acordo com as necessidades de seu segmento.

A resiliência, nesse caso, consiste na habilidade de fazer tais transformações sem grandes dificuldades. Uma corporação não resiliente tende a ser muito rígida em seus padrões e em sua cultura, o que impede essa flexibilidade nos momentos fundamentais.

Para superar dificuldades

Com tantos afazeres e obrigações, o cotidiano dentro de uma organização pode gerar bastante pressão e estresse. Além disso, sabe-se que esse universo é bem instável e, frequentemente, está sujeito a crises e problemas variados. Tudo isso exige que os profissionais e empresas tenham preparo para conseguirem contornar suas dificuldades sem sofrerem maiores danos.

A resiliência aqui entra como a capacidade de ser flexível frente às adversidades, sabendo buscar meios de resolvê-las de modo que não deixem prejuízos permanentes.

Como o RH pode contribuir para a resiliência nas corporações

A resiliência é um comportamento que pode ser aprendido e desenvolvido com o tempo. Assim, funcionários e empresas têm condições de sempre se tornarem mais resilientes.

Para alcançar isso, as corporações podem oferecer algumas condições específicas, sendo essa uma função recorrente da área dos Recursos Humanos. Esse setor deve cuidar para que o ambiente da empresa seja propício ao nascimento da resiliência, de modo a estimular a comunicação, a colaboração, o otimismo e a esperança, por exemplo.

Oferecer serviços que cuidem da saúde (emocional e física) dos trabalhadores também é essencial, pois isso os ajudará a lidar com o estresse, as pressões e os demais obstáculos do trabalho. Esse fator merece ainda mais atenção se levarmos em conta o quanto as taxas de adoecimento por motivos de estresse no trabalho estão altas.

É fundamental cuidar para estimular a resiliência em todos os profissionais que compõem uma corporação.

É interessante ressaltar que, ao se estimular a resiliência em profissionais e empresas, de certa forma se encaminha para um universo mais resiliente, ou seja, mais flexível para aceitar e se adaptar às múltiplas diversidades de pensamentos e características.

O estilo de vida atual, muitas vezes construído por pressão e correria, pode ser um tanto escasso desse comportamento. Por esse motivo, é tão comum um alto nível de estresse e a dificuldade para lidar com mudanças. Uma vida com mais resiliência torna-se mais leve.

A busca pela resiliência nas corporações leva a um rendimento bem maior e a funcionários mais felizes e eficientes.

E então, o que achou do nosso post? Se você gostou e deseja saber mais sobre como pode adotar uma postura resiliente no campo profissional, não deixe de conferir nosso artigo com oito dicas para alcançar resiliência no trabalho!

 

 

▶️ Para saber mais sobre a formação Avaliador de Resiliência, preencha o formulário abaixo ou acesse http://bit.ly/avaliador-resiliencia:

 

Por: Redator Grou

Especialista em Recursos Humanos e Gestão de Pessoas. Ama o mundo corporativo, tecnologias e está sempre antenado as tendências de mercado.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.