7 características indispensáveis para o profissional do futuro

1 ano atrás - por: Redator Grou

Compartilhe:

Quando se pensa no profissional do futuro é comum lembrarmos das mudanças no mercado e das áreas que tendem a crescer nos próximos anos. Contudo, há outro aspecto tão importante quanto esses e que terá um impacto direto na entrada de novas pessoas no mundo corporativo e, principalmente, no sucesso de suas carreiras: suas características.

Afinal, serão os atributos individuais que, no coletivo, se tornarão indispensáveis para um bom desempenho da equipe e para as conquistas organizacionais. Por essa razão, o artigo de hoje lista 7 das características essenciais para moldar os grandes profissionais. Confira!

1. Saber lidar com imprevistos

Uma das características mais importantes para o profissional do futuro é estar preparado para lidar com imprevistos, especialmente aqueles ligados a prazos e fornecedores.

Afinal, eles podem ocorrer a qualquer momento na rotina corporativa e vão testar a capacidade da pessoa de manobrar situações delicadas sem prejudicar a empresa tanto no que diz respeito à sua imagem externa quanto financeiramente.

Por isso, aspectos como capacidade de organização, flexibilidade, medidas criativas, jogo de cintura, planos de contingência e alinhamento com outros colegas de trabalho serão essenciais para lidar com esses casos e saná-los de forma positiva.

2. Possuir iniciativa

Um bom profissional não poderá se acomodar à sua função e deixar de pensar estrategicamente sobre o crescimento e o desempenho dele e de todos aqueles que trabalham na empresa. Ou seja, ser reativo e apenas ocupar um cargo sem exercê-lo de fato não é uma boa ideia.

Portanto, o profissional que deseja se destacar deve ser proativo, buscando sempre produzir mais, ser eficiente e estar engajado em novos projetos e atividades que beneficiem aos colegas e contribua positivamente para a sua trajetória.

Aliás, possuir iniciativa também é um meio de expor novas ideias e decisões que demonstrem criatividade e capacidade de se reinventar, o que é um grande diferencial em qualquer ambiente de trabalho.

3. Ser resiliente

Além dos imprevistos aos quais o profissional do futuro estará sujeito, também haverá situações que exigirão do indivíduo uma capacidade de superar adversidades e de não se deixar afetar negativamente por elas ou seja, de ser resiliente no trabalho.

Essa característica é muito importante, pois, se ele não é capaz de lidar com pressões e problemas internos sem se deixar abater em momentos de crise, por exemplo, ele será um colaborador que certamente ficará desestimulado, terá uma baixa no seu rendimento e no potencial competitivo e não estará satisfeito com a vida.

Tudo isso, é claro, afetará não apenas ele, mas também aqueles que estão ao seu redor e, consecutivamente, os resultados da organização.

4. Comunicar-se de maneira eficaz

Outra questão importante para o profissional do futuro é ser comunicativo. Contudo, não confunda o termo com gosta de conversar, pois são coisas distintas. Ter o dom da comunicação significa saber expressar-se com clareza e argumentar de forma consistente, especialmente ao propor e ao defender ideias e resultados em reuniões e negociações.

Comunicar-se significa conseguir apontar em quais pontos internos os colegas, a equipe e inclusive ele mesmo podem melhor para avançar e continuar alcançando as metas estipuladas.

É também ser empático com o próximo e saber colocar-se no lugar do outro para facilitar o diálogo e, dessa forma, estabelecer um bom relacionamento e convívio com os demais.

5. Ter maturidade profissional

Outro aspecto que será de extrema importância é a maturidade profissional, já que o futuro colaborador deverá lidar com diferentes pessoas e equipes no ambiente de trabalho e incorporar seus valores e objetivos para, juntos, atingirem as metas que almejam.

Isso não será possível se não houver inteligência emocional ou seja, a estabilidade psicológica necessária para agir sob situações de pressão sem deixar que as emoções interfiram em seu desempenho e afetem a sua capacidade de gerir e se envolver em projetos.

Ou seja, será fundamental um equilíbrio entre disciplina, controle emocional e capacidade de adaptação para alcançar uma postura madura e coerente com o universo corporativo.

6. Manter-se atualizado

Estar em constante atualização também será uma característica do profissional de futuro. Afinal, não se trata apenas de ter um bom currículo com passagem pelas melhores instituições e experiência em organizações de grande porte, mas de investir no desenvolvimento de suas habilidades e tornar-se um aprendiz constante.

Investir em especializações — como pós-graduação, cursos de capacitação, MBA, proficiência em outros idiomas —, por exemplo, será uma atitude fundamental para o crescimento do indivíduo e, consecutivamente, da empresa.

Além disso, ao atualizar-se o profissional mostra que está aberto à mudanças e apto a sair da sua zona de conforto para lidar com novas formas de trabalho, de negociação e de comunicação especialmente com novos meios digitais, que estarão cada vez mais presentes na rotina de qualquer organização.

7. Ter capacidade de liderança

Por fim, mas não menos importante, outra característica que fará a diferença é a capacidade de liderar. Isso se deve a um motivo muito simples: será cada vez mais frequente a busca das corporações por profissionais que desejam crescer junto com elas e que almejem uma trajetória ascendente ou seja, que não fiquem estagnados no mesmo cargo.

Logo, eles terão oportunidades reais de crescimento em suas funções e até mesmo a possibilidade de gerir equipes ou setores. No entanto, para isso é indispensável que elas consigam ser líderes. Vale lembrar que isso não se trata apenas de estar em uma posição de comando muito pelo contrário.

Liderar significa ter clareza de ideias, ser comunicativo, proativo, saber estimular as potencialidades e talentos das pessoas sob sua gestão, inspirar colaboradores, dar e receber feedbacks e manter um ambiente harmônico e produtivo.

Como você leu, essas são características que o profissional do futuro deve ter para se destacar na conquista de uma vaga e integrar o quadro de funcionários de uma empresa na qual ele possa ampliar suas habilidades e desenvolver um trabalho engajado, que gere resultados reais.

Se você gostou de saber mais sobre o assunto, aproveite e baixe agora o nosso e-book “RH do futuro” e fique por dentro das tendências que vão mudar o setor!

Por: Redator Grou

Especialista em Recursos Humanos e Gestão de Pessoas. Ama o mundo corporativo, tecnologias e está sempre antenado as tendências de mercado.

posts do autor

Junte-se a nós e receba conteúdos e dicas incríveis para ter sucesso em seus negócios

Fale com a gente.